SEGUIDORES

24 outubro 2014

23 outubro 2014

PSIU!...A CORRETA É A 'D', VEJA PORQUÊ



SERÁ O COMEÇO DA DERROCADA DO PT?


UM FREIO DE ARRUMAÇÃO FARIA BEM... (BLOG DO CORONEL)

TERÇA-FEIRA, 21 DE OUTUBRO DE 2014

Lula e Dilma pressionam a Rede Globo às vésperas do debate decisivo.

Todos sabem que a eleição pode ser decidida no debate da próxima sexta-feira, na Rede Globo. A audiência será recorde e o mau desempenho de um dos candidatos poderá fazer com que ele perca dois a três por cento dos votos, o que será fatal nesta eleição tão disputada. 

Por isso, depois de ofender a mãe de Aécio dizendo que ela não deu uma "educação de berço" para o filho, depois de chamar Aécio de "bêbado", "drogado", "playboyzinho" e "filhinho de papai", depois de mentir de forma insana sobre a família e o caráter de um político cujo único crime é querer ser Presidente da República, ontem Lula atacou diretamente a imprensa. Abaixo, um trecho do artigo escrito hoje em seu blog pelo jornalista Ricardo Noblat:

Lula foi além, ontem à noite, do limite da irresponsabilidade.

Em comício ao lado de Dilma em Itaquera, distrito da Zona Leste da capital paulista, ele falou mal da imprensa – até aí nada demais. É direito dele. E nada tem de original.

Mas a certa altura do seu discurso, ele citou os nomes dos jornalistas Miriam Leitão, do jornal O Globo, e de William Bonner, apresentador do Jornal Nacional da Rede Globo de Televisão.

- Daqui para frente é a Miriam Leitão falando mal da Dilma na televisão, e a gente falando bem dela (Dilma) na periferia. É o (William) Bonner falando mal dela no “Jornal Nacional”, e a gente falando bem dela em casa. Agora somos nós contra eles - ameaçou Lula.

As cerca de cinco mil pessoas reunidas para escutá-lo foram ao delírio. Mais tarde, no teatro da Universidade Pontifícia de São Paulo, no bairro de Perdizes, Lula voltou a criticar a imprensa. E a citar Míriam Leitão e a Rede Globo.

Não dá para afirmar que ele tenha bebido antes de discursar. Aparentava estar sóbrio. Dilma e líderes do PT que testemunharam os discursos de Lula sorriram com o que ele disse. Certamente não pensaram numa coisa – e se pensaram não deram importância.

A saber: Lula expôs dois jornalistas à ira dos seus seguidores fanáticos.

Com Lula, nada é por acaso. O objetivo é um só: constranger o mediador do debate, colocando o eleitorado do PT contra ele. Se Dilma for interrompida porque estourou o tempo, a culpa será de Willian Bonner. Se Dilma tiver um desempenho pífio, as suas deficiências serão creditadas a um golpe da Globo e do apresentador, que a deixaram nervosa e pressionada. A partir de ontem, Bonner está desafiado a provar, sendo mais duro com Aécio, que não está contra Dilma. Pelo menos este é o objetivo de Lula, com o seu ataque ao jornalista.

Por trás disso tudo, que não é um episódio, é uma campanha, está a meta de Lula de implantar o controle social da mídia, a exemplo dos países que fazem parte do Foro de São Paulo. Destruída a oposição, por uma máquina de assassinar reputações, o último passo será calar a Imprensa. Ontem Lula deu nome aos bois. Em várias oportunidades, nos últimos meses, ao conceder longas entrevistas aos blogs patrocinados pelo governo, de onde são propagadas as piores calúnias contra Aécio Neves, já havia feito referências semelhantes.

Lula deixa muito claro onde quer chegar.  Infelizmente, se Dilma vencer estas eleições, alcançará seu intento. As redações são majoritariamente bolivarianas e apoiarão. Os colunistas que ainda opinam contra o governo, estes serão dizimados. As empresas de comunicação serão perseguidas e varridas do mapa. A Venezuela e a Argentina moram ao lado. Só não enxerga quem não quer.

APENAS UM LEMBRETE AOS INDECISOS...


A CASA VAI AGUARDAR A VOTAÇÃO DE DOMINGO.

'Pesquisas estão distantes da vontade do povo', afirma Aécio

Vinícius Segalla
Do UOL, no Rio de Janeiro
Compartilhe120492
 Imprimir Comunicar erro
  • Orlando Brito/Divulgação
    Candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves (PSDB)
    Candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves (PSDB)
O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, afirmou nesta quinta-feira (23), no Rio de Janeiro, que não acredita nos resultados das pesquisas de opinião de voto, que o colocam, pela primeira vez neste segundo turno, atrás da presidente e candidata à reeleição,Dilma Rousseff (PT).
"As pesquisas estão distantes da vontade do povo. Foi a mesma coisa no primeiro turno", disse o tucano. 
Ele afirmou ainda que tanto Dilma como o PT "já saíram derrotados" desta eleição, independentemente do resultado que sair das urnas neste domingo, pois, para ele, esta foi a eleição em que foi mais utilizada a "mentira" e a "infâmia" como "armas de campanha".
"Dilma sai derrotada da eleição, não importa o resultado, por ter feito a campanha de mais baixo nível desde a redemocratização", disse o tucano.
Apesar dos números da pesquisa, Aécio se disse confiante para domingo.
"[As pesquisas] serão um estímulo para a mobilização da campanha nessa reta final", afirmou o candidato, que também incluiu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) entre os derrotados da eleição. "Ele sairá menor do que entrou."
Ampliar

Campanha presidencial 2014200 fotos

200 / 200
4.set.2014 - O candidato à Presidência da República pelo PSDB, Aécio Neves, cumprimenta partidário durante caminhada e encontro político em Belo Horizonte Igo Estrela/Coligação Muda Brasil

SOBRE O HOMO SAPIENS...

SE É ELEITOR, PIOR AINDA...
É MUITO BURRO E INDEFESO!...

A PALAVRA CERTA DO FACEBOOK...

Foto: Colabore para o bom português. Compartilhe.
Palavra Certa - Dicas da Língua Portuguesa
Foto: Colabore para o bom português. Compartilhe.
Palavra Certa - Dicas da Língua Portuguesa



AINDA O JOSÉ FUCS (ÉPOCA)

O que sabe Lula sobre o nazismo?

A acusação de Lula, comparando a campanha dos tucanos com o regime de Hitler, mostra a que nível chegou a apelação do ex-presidente para tentar manter o PT no poder

JOSÉ FUCS
22/10/2014 19h00 - Atualizado em 23/10/2014 11h07
Kindle
Share3 

Lula e Ahmadinejad, em Brasília (Foto: : Adriano Machado/LatinContent/Getty Images)
É estarrecedor, para usar a palavra preferida pela presidente Dilma Roussef na campanha eleitoral, a comparação dos tucanos com os nazistas, feita ontem por Lula, durante um comício em Recife. No mesmo tom raivoso com que vem destilando suas críticas a Aécio, Lula afirmou, para surpresa e indignação não apenas de seus adversários, mas principalmente dos que viveram os horrores do regime de Hitler, nos anos 1930 e 1940: “De vez em quando, parece que estão agredindo a gente como os nazistas agrediam no tempo da 2ª Guerra Mundial”.
Num sinal de que perdeu completamente a noção dos limites estabelecidos pelo jogo eleitoral, Lula ainda comparou os líderes do PSDB a Herodes e Dilma, a Jesus: “Outro dia eu dizia para eles: vocês são mais intolerantes que Herodes, que mandou matar Jesus Cristo quando ele nasceu, com medo de ele virar o homem que virou. E vocês querem acabar com o PT, com a nossa presidente, querem achincalhar ela, chamar ela de leviana”. 
É inacreditável que um ex-presidente chegue a esse nível de apelação para angariar votos para sua candidata numa eleição que deverá ser decidida voto a voto até o final da apuração. Com a história não se brinca, mesmo que se admita “fazer o diabo para vencer uma eleição”, como chegou a afirmar Dilma no início da campanha. Mesmo que se aceitasse que a palavra "leviana" fosse mesmo um xingamento, que até hoje não constava dos dicionários do gênero, e mesmo que Lula tivesse razão sobre a intensidade dos ataques desferidos pela oposição contra Dilma – o que, como se sabe, não é verdade -, isso não justificaria a comparação feita com um dos regimes mais sanguinários e autoritários de toda a história. Nada, absolutamente nada, nas atitudes de Aécio guarda a menor semelhança com a carnificina provocada pelos nazistas em todo o mundo, até porque ele apenas reagiu à tentativa de “desconstrução” de sua candidatura pelo PT – uma estratégia adotada com sucesso no primeiro turno contra a candidata do PSB, Marina Silva, e contra os tucanos José Serra e Geraldo Alckmin, em eleições passadas. Diante da afirmação estapafúrdia de Lula, talvez seja o caso de perguntar aqui: o que ele sabe sobre o nazismo?
Exceto pelo estreito contato que mantém com a central de infâmia montada pelo PT contra seus adversários, comandada pelo marqueteiro João “Goebbels”Santana, como afirmou o cineasta Fernando Meirelles, numa referência a Joseph Goebbels, o temido ministro da propaganda nazista, Lula parece saber muito pouco sobre o regime de Hitler. Sua aproximação com o ex-presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, fala por si mesma. Numa prova inequívoca de má fé e ignorância histórica, Ahmadinejad, um dos maiores inimigos de Israel, sequer reconhece a ocorrência do Holocausto, como é conhecido o extermínio de seis milhões de judeus por Hitler, na Segunda Guerra Mundial.
Se Lula se preocupasse mais com as ações de seu próprio partido e de seus aliados, talvez pudesse aprender um pouco mais sobre o regime hitlerista. Em vez de acusar os tucanos de agir como nazistas, Lula deveria ter demonstrado um mínimo de indignação quando a blogueira cubana, Yoani Sánchez, foi impedida de dar uma palestra no Brasil pelas milícias fascistas de seus aliados. Mas, como ela critica a falta de liberdade na ilha de seu amigo Fidel Castro, ele preferiu fazer vistas grossas. 

BLOG DO FUCS (ÉPOCA)








DESRESPEITO Á POPULAÇÃO ( O ESTADÃO)


CARTAS LEITORES ESTADÃO 23/10



O NAZISMO NA BOCA DE LULA (O ESTADÃO)


22 outubro 2014

COLUNA DO ANCELMO GOIS (O GLOBO)

TADINHOS...
TANTA GENTE COM TÃO POUCO
E TÃO POUCOS COM TANTO...
TADINHOS!...

ANTERO GRECO (O ESTADÃO)


DORA KRAMER (ESTADÃO)


CARTAS LEITORES ESTADÃO 22/10





































21 outubro 2014

20 outubro 2014

DEVE SER ESMAGADORA A VITÓRIA DE AÉCIO EM PERNAMBUCO (UOL)


E NAQUELA CIDADE AMERICANA...LOGO NA ENTRADA...

Nossos cidadãos têm porte de arma
Se você matar alguém, 
 nós mataremos você!
Nós temos "0" (zero) cadeias 
e 513 cemitérios.
Aproveite sua estadia!

FERNANDO CALAZANS (O GLOBO)


COLUNA DE ANCELMO GOIS.... (O GLOBO)


UM RETRATO DO LULA / RICARDO NOBLAT (O GLOBO)